Para você que leu e se interessou pelo tema do post sobre o crescimento do mercado de segurança privada com foco na Copa de 2014 ou está em busca de um novo mercado de trabalho, aí vai uma boa sugestão de área que requer, acima de tudo, qualificação profissional: Vigilância. Conheça um pouco mais sobre essa profissão e quais são os direitos e deveres dos profissionais que atuam nela.


O Vigilante é a pessoa capacitada a zelar pela ordem e a segurança de pessoas nos limites do seu local de trabalho, seja num Shopping Center, empresa privada ou pública. Ele deve exercer suas atividades com cortesia, honestidade e coragem. A atuação do vigilante é de caráter preventivo – inibir, dificultar e impedir qualquer ação delituosa vinda de suspeitos.




Segundo o Departamento de Polícia Federal (DPF), são exigidos alguns requisitos (comprovados documentalmente) para exercer essa profissão, são eles: ser brasileiro (nato ou naturalizado); ter idade mínima de 21 (vinte e um) anos; ter instrução mínima correspondente à quarta série do ensino fundamental; ter sido aprovado em exames de saúde e de aptidão psicológica; ter idoneidade (capacidade moral) comprovada mediante a apresentação de antecedentes criminais – sem registros de indiciamento em inquérito policial, de estar sendo processado criminalmente ou ter sido condenado em processo criminal e estar quite com as obrigações eleitorais e militares.


Para aqueles que possuem esses requisitos é bom lembrar que além deles, é necessário o Curso de Formação para Vigilantes e após a aprovação e expedição do certificado, a Carteira Nacional de Vigilante (CNV).



Direitos

- Recebimento de uniforme;

- Porte de arma, quando em efetivo exercício;

- Utilização de materiais e equipamentos em perfeito funcionamento e estado de conservação – inclusive armas e munições;

- Utilização de sistema de comunicação em perfeito estado de funcionamento;

- Treinamento regular;

- Seguro de vida;

- Prisão especial por ato decorrente do exercício da atividade.



Deveres

- Exercer as suas atividades com cortesia, honestidade e coragem;

- Utilizar, adequadamente, o uniforme autorizado – apenas em serviço;

- Portar a Carteira Nacional de Vigilante – CNV;

- Manter-se adstrito ao local sob vigilância, observando-se as peculiaridades das atividades de transporte de valores, escolta armada e segurança pessoal;

- Comunicar, ao seu superior hierárquico, quaisquer incidentes ocorridos no serviço, assim como quaisquer irregularidades relativas ao equipamento que utiliza, em especial quanto ao armamento, munições e colete à prova de balas, não se eximindo o empregador do dever de fiscalização.


Com informações do Manual do Vigilante, do Departamento de Polícia Federal.

  • Share/Bookmark


Comentários (5)

 

  • Rebeca disse:

    Ficou lindo e super instrutivo esse post. Parabéns!

  • [...] pelo tema ou que está em busca de um novo mercado de trabalho, segue abaixo um post publicado no blog da Dínamo Vigilância sobre a profissão de vigilante. Conheça abaixo um pouco mais sobre essa área e quais são os [...]

  • [...] 6. Carteira Nacional de Vigilante (documento obrigatório do vigilante, saiba mais aqui). [...]

  • francisco de assis alves de oliveira junior disse:

    Quero colocar meu currículo, como faço pra preencher este formulario na net? Tento e não consigo. E também como faço pra colocar meu currículo nesta empresa?

  • Comentário